Nome dos Anjos Planetários ou Gênios da Cabala

Os nomes e atributos dos 72 Gênios da Cabala ou  Anjos Planetários nos foram legados pelos magos egípcios, árabes e caldeuses e as informações sobre eles provêm da mais remota antiguidade.

Vários esoteristas, como Kircher autor do livro “Oedipus Egiptiacus”, Enel, Cornélio, Agripa autor do livro “Filosofia Oculta”, Lenain autor do livro “A Ciencia Cabalística”, investigaram o assunto.

 

Causarum Universalum Speculum

Lenain publicou em 1823 a lista completa dos 72 Anjos Planetários com instruções de como eles atuam.

De onde saíram estes nomes? Eles foram extraídos da Bíblia, concretamente de três versículos do capítulo 14 do livro do Êxodo: os versículos 19, 20 e 21 foram compostos, cada um, no texto em hebraico por 72 letras.

Segundo informações transmitidas por Lenain para encontrá-los devemos proceder da seguinte maneira: escrever separadamente os 3 versículos, começando da esquerda. Em seguida devemos pegar a primeira letra dos  versículos 19 e 21 e, após, a primeira letra do versículo 20, que está escrito na linha do centro, começando pela direita.

Estas três primeiras letras formam o atributo do Anjo Planetário. Seguindo-se a mesma ordem até o final, obteremos os 72 atributos das virtudes divinas. A seguir acrescenta-se a cada um desses atributos ou qualidades, um dos dois grandes nomes divinos, que em português significa “de Deus”, -IAH (Yod-He) ou – EL (Aleph-Lamed).

Deste modo obtemos os 72 nomes dos anjos, originalmente compostos por 3 letras, porém cada um contendo em si o nome de Deus, segundo o versículo da Escritura que diz: “Meu Anjo andará diante de vós; observai-o, pois ele leva em si o meu nome”.

Mikael

Mikael

O nome divino – IAH deve ser acrescentado sempre que a qualidade atribuída ao Anjo estiver relacionada com a evolução da consciência e o nome divino – EL sempre que a qualidade atribuída ao Anjo estiver relacionada com manifestações no plano material.

Ensinamentos da tradição revelam também que o nome divino – IAH possui uma tônica yin, passiva, feminina, negativa, o repouso, a mente intuitiva, o dócil, a tranquilidade contemplativa e o nome divino – EL possui uma tônica yang, ativa, masculina, positiva, o movimento, o intelecto, o racional, a ação criativa.

 

Deixe seu comentário